💧 iPhone-killer

+ ganhe a biografia do Musk + Amazon Health

Bom dia Droppers. Conhecimento bom é conhecimento compartilhado. E o Dropinho quer te dar um incentivo pra você deixar seus colegas ainda mais inteligentes..

Além dos prêmios que já tão pra jogo, quem mais indicar o TechDrop até sexta que vem, às 05:00am, vai ganhar a biografia do Elon Musk .. O livro foi escrito por ninguém menos que Walter Isaacson (ex-CEO da CNN e escritor das biografias de Leonardo Da Vinci, Steve Jobs, Einstein, etc), que passou 6 meses acompanhando o homem pra cima e pra baixo.

Compartilhe seu link único no slack da firma, dá um share nesse e-mail pros mais chegado e faz aquele hoje eu aprendi nas redes sociais: https://www.techdrop.news/subscribe?ref=PLACEHOLDER.

Hoje eu aprendi: que o Musk topou aparecer na final da copa do mundo de futebol no Qatar como parte de um acordo com um fundo local que investiu U$375mi na compra do Twitter.

Na edição de hoje, em 5 minutos + 1:

  • Amazon Prime vai cuidar da sua saúde!

  • O que rolou mundo afora: Airbnb, Disney, GTA, Sphere, Shein

  • O poder do PR no mercado de inovação

  • O que rolou Brasil adentro: Plamev, Barte, iugu, Grow, Manioca

  • O lançamento do iPhone killer: ai pin

  • 🎤 Drop the Mic com Bruno Paolinelli

Amazon Prime vai cuidar da sua saúde!

amazon, prime, healthcare, one medical

Que a assinatura Prime é o grande oráculo que conecta todos os tentáculos da Amazon todos já sabem: vídeos, músicas, entregas, descontos, cartões de crédito, fotos, livros, video-games, etc…
Ontem, a loja online de livros tudo, anunciou que irá cobrir mais um aspecto da sua vida com um novo benefício: os serviços de cuidado de saúde primários.

Jeff Bezos, antes de entregar o trono para Andy Jassy, disse que o segredo de um bom CEO é sempre estar trabalhando no futuro: “Quando temos um bom trimestre em Wall Street, as pessoas me dizem: 'Parabéns pelo seu trimestre', e eu digo: 'Obrigado', mas o que realmente estou pensando é que aquele trimestre foi concluído há três anos atrás”.

A entrada da Amazon na cara e problemática área da saúde americana não seria diferente:

  • Em 2018, a Amazon comprou a PillPack, uma startup farmácia online por U$750mi.

  • Em 2020, a Amazon incorporou a adquirida e lançou a Amazon Pharmacy.

  • Em 2022, a Amazon comprou a One Medical, uma rede de 188 clínicas de saúde primária em 29 mercados por U$3.9 bilhões.

  • Em 2023, a Amazon incorporou a adquirida na assinatura Prime.

A clínica virtual e física da Amazon promete tempo de espera <1hora, atendimentos por vídeos e mensagens, custo por visita de $35-75 e foco principalmente em diagnosticar e tratar condições comuns.

Falando em futuro… quanto tempo vai levar até lançarem o Amazon Insurance (seguro de saúde/vida)?

O que rolou mundo afora

  • Airbnb: anunciou um pacote de melhorias, incluindo favoritos dos hóspedes, avaliações renovadas e novo guia anúncios para anfitriões.

  • Disney: voltou a crescer com Iger no trono, superando a expectativa de lucro e reduzindo as perdas de streaming (150mi assinantes).

  • GTA: o 2o game mais vendido da história, com projeção de receita de $8bi para 2024, vai lançar uma nova versão em dezembro.

  • The Sphere: a bola gigante interativa iluminada de bilhões em Las Vegas, reportou uma perda de ~U$100mi e o CFO se demitiu.

  • Shein: está se preparando para abrir IPO e busca um valuation de U$90bi.

  • Bitcoin: atingiu seu nível mais alto desde abril de 2022 e acumula alta de 122% no ano.

O poder do PR no mercado de inovação

Patrocinado por MOTIM

Que o WeWork está em maus lençóis todos já sabem. Na semana passada, ao abrir o pedido de recuperação judicial, uma história fez com que as ações subissem 150% em apenas uma hora.

A notícia, descrevendo uma oferta de compra de 51% das ações por $9 cada, sendo que elas valem $0.80 cents, era um press-release falso e não demorou para as ações afundarem novamente.

Por que estamos falando isso? Para mostrar o poder de um press-release, que não precisa deve ser falso, mas que tem o poder de mover montanhas.
Construir uma máquina de crescimento fortemente dependente de mídia paga é um espiral descendente que, com o tempo, diminui em efetividade e cresce em custo.

A saída? Relações públicas bem feita, histórias bem contadas, posicionamentos bem pensados e ROI bem calculado. É preciso olhar RP como um ecossistema. E ninguém melhor que a MOTIM, a primeira aceleradora de reputação do Brasil, para te ajudar nessa…

Eles acabaram de lançar a 1a pesquisa nacional sobre o impacto de RP no mercado de inovação.. Você não pode perder esses insights →

O que rolou Brasil adentro

  • Plamev Pet, insurtech planos de saúde e assistência para pets, conclui IPO na BEE4 e capta R$5.4mi.

  • Barte, a fintech facilitando pagamento entre empresas, capta R$20mi via debêntures.

  • iugu, fintech de meios de pagamento e gestão de caixa, capta R$71,2mi via FIDC liderado pelo Bradesco BBI.

  • Grow, a startup de bicicletas e patinetes elétricos que estava em recuperação judicial desde 2020, tem falência decretada pela justiça.

  • Manioca, a foodtech de produtos naturais da culinária amazônica, recebe aporte de valor não declarado da Ajinomoto.

O lançamento do iPhone-Killer, Ai Pin!

ai, pin, humane, iphone, smartphone, apple

Já falamos sobre a startup fundada por ex-applers com a missão de reimaginar como os humanos interagem com a tecnologia, a hu.ma.ne.
Depois de uma longa espera, ontem, finalmente, lançaram ao mercado o seu primeiro produto: ai pin.

Basicamente um smartphone sem tela, acoplado em sua roupa, comandado por voz e gestos, com um sistema operacional de inteligência artificial que elimina qualquer necessidade de lidar com apps.

O gadget sai pela bagatela de U$699 e uma assinatura mensal de U$24. As pré-vendas terão início ainda em novembro e as entregas no início de 2024.

Se ele vai mesmo matar o iPhone e revolucionar a indústria de smartphones ainda vamos descobrir. Mas, vale lembrar que, quando a Apple lançou o iPhone, a Microsoft fez, literalmente, um funeral apostando na morte do mesmo.

🎤 Drop The Mic com Bruno Paolinelli

Talvez você não trabalhe na Faria Lima, não ande de patinete elétrico e nem vista coletinho da patagônia mas… se possui qualquer interesse no mercado financeiro, provavelmente já esbarrou com essa fera no IG/TikTok segurando seu fone de ouvido com fio e resumindo tudo o que rolou na bolsa hoje. O convidado de hoje é ninguém menos que: Bruno Paolinelli.

"Nos conte um pouco sobre você mas pera. Não vem com corporativismo linkediano aqui”

Sou o Bruno, daqui de BH, terra boa! Discurso linkediano certamente não é comigo, qualquer um que já tenha assistido o quadro Resumo do Mercado de Hoje provavelmente já percebeu isso.

Minha aproximação com o mercado financeiro aconteceu como o da maioria das pessoas: com a ilusão de que ficaria rico rápido. Ludibriado a entrar no day trade, meu grande mérito foi ter saído dessa rápido.

Depois fique 5 anos trabalhando com taxa de juros e aí vem a curiosidade que poucos sabem: no auge da pandemia, o FED (banco central americano) alterou a taxa Selic deles de surpresa, pregão aberto. Eu estava na posição contrária. Naquele dia pensei: “Pode ser que eu não queira esse stress pro resto da minha vida mesmo”. Surgiu então a ideia da criação de conteúdo, que virou negócio e hoje é minha atividade principal.

“Qual é o livro (ou livros) que você mais deu de presente e por quê?”

Esse chega a ser engraçado kkk o livro que mais presenteei foi o Sonho grande, da Cristiane Correa, sobre a história do trio que fundou o Banco Garantia e depois acabou criando a Ambev.

Eu li esse livro na faculdade e ele mudou minha vida porque me deu um sentimento muito louco de urgência, de vontade de fazer acontecer ou criar algo que nunca tinha sentido antes. E foi essa motivação que me fez crescer profissionalmente. Então, apesar dos pesares, a história empreendedora do trio me motivou muito lá atrás.

“Como um fracasso, ou aparente fracasso, o preparou para o sucesso posterior? Você tem um “fracasso favorito” seu?

O fracasso no day trade foi fundamental pra mim. Eu tinha a mentalidade de que se eu me esforçasse o suficiente, pelo tempo que fosse necessário, as coisas dariam certo. Mas isso é um perigo danado porque às vezes você está no caminho errado..

“Qual compra de US$ 100 ou menos teve um impacto mais positivo em sua vida nos últimos seis meses (ou na memória recente)?

O fone com fio. Entendedores entenderão.

Contra dados não há argumentos

Stats do dia

O WeWork hoje vale $70milhões.
O WeWork já valeu $47bilhões no seu pico.
O fundador do WeWork, Adam Neumann recebeu quase $1bi para sair do cargo de CEO.

Compartilha o TechDrop e ganhe prêmios

De hoje até Sexta 17/10, ás 05:00:
Quem mais indicar o TechDrop leva a biografia do Musk pra casa. E se você não ganhar, tudo bem jovem gafanhoto, suas indicações contam para os outros prêmios!

O que achou da edição de hoje?

Login or Subscribe to participate in polls.

Join the conversation

or to participate.