• TechDrop
  • Posts
  • 💧 Últimos updates da Muskonomy

💧 Últimos updates da Muskonomy

+ O RJ da Polishop

Bom dia Droppers.

Hoje eu aprendi: que a rede de pizzaria Domino's, criou uma iniciativa para pavimentar ruas e estradas problemáticas nos EUA. Enquanto o fazem no lugar das prefeituras, aproveitam para colocarem suas próprias logos no novo cimento.

No drop de hoje, em 5 min e direto ao ponto:

  • Recuperação Judicial da Polishop: de jurado a réu

  • OpenAi Drama, versão Scarlett Johansson

  • Os últimos updates da Muskonomy

Techdrop é a newsletter de tecnologia e negócios com notícias e análises inteligentes - sem ser chatas - direto ao ponto e direto no seu inbox.

OpenAI Drama versão Scarlett Johansson

openai, sam altman, scarlett johansson, gpt-4o

Como se não bastasse todas as polêmicas da semana passada, a OpenAI começou mais uma semana tumultuada. A treta da vez envolve a atriz hollywoodiana Scarlett Johansson, ou, mais especificamente, sua voz.

Contexto: o mais novo produto da startup, GPT-4o, possui a função de voz, permitindo que o app responda perguntas com áudio. Uma das 5 vozes disponíveis no app, propositalmente ou não, tem grandes semelhanças com a voz da protagonista do filme Ela (Her).

  • A versão de Scarlett: a atriz afirma que Sam Altman entrou em contato oferecendo um contrato para utilizar sua voz no app. A oferta foi declinada e, nove meses depois, no lançamento oficial do app, a atriz ouvia uma voz extremamente parecida com a sua, nomeada Sky. Como resultado, os advogados foram acionados.

  • A versão de Sam Altman: o CEO diz que qualquer semelhança foi mera coincidência. E que entre as +400 inscrições de dubladores, apenas 5 foram selecionadas. O filme favorito do CEO ser Ela (Her) não ajudou, muito menos seu tweet com a palavra Her, dias antes do lançamento.

Por enquanto, a voz da Sky foi retirada e não está mais disponível no GPT-4o, o que não impediu a internet de ir à loucura sobre a ética de um dos CEOs mais poderosos do mundo.

O que rolou mundo afora

  • Instagram: revelou a métrica de engajamento que mais aumenta o alcance de um post: compartilhamentos.

  • Nvidia: fechou uma parceria com a Dell, permitindo que empresas e governos criem as suas próprias fábricas de IA.

  • TikTok: é a última gigante tech a fazer demissões - o número de afetados ainda não foi divulgado.

  • Social Truth: a rede social de Donald Trump, postou uma receita de $770k e um prejuízo de $327mi.

Os últimos updates da Muskonomy

elon musk, spacex, tesla, x, neuralink, starlink

Além de ultrapassar Jeff Bezos e voltar a posição de segundo homem mais rico do mundo com R$1,02 trilhão em fortuna pessoal, atrás apenas de Bernard Arnault da LVMH, Elon Musk continuou batendo ponto e metas em suas empresas:

  • SpaceX: anunciou que Starlink agora tem mais de 3 milhões de clientes em ~100 países. Em outras palavras, a oferta de internet via satélite adicionou ~6800 clientes por dia nos últimos 45 dias. A empresa é agora responsável por 87% de toda carga útil da terra em órbita este ano.

  • Tesla: colocou duas propostas para serem votadas por acionistas. A primeira sobre a reincorporação da empresa no Texas. A segunda sobre a reinstituição do pacote de compensação de U$56 bilhões de Musk, que foi barrado por uma juíza de Delaware.

  • X: enterrou de vez o passarinho, migrando todos os domínios da empresa para o ainda-em-construção X, o app-de-tudo. Além disso, começaram a investir pesado em vídeos dentro da plataforma.

  • xAi: a empresa de IA, criada como uma competidora da sua outra criação OpenAI, se aproximou de um valuation de $18bi em uma nova rodada de investimento. Também está próxima de fechar um acordo de $10bi com a Oracle para uso do seus servidores.

  • Neuralink: recebeu autorização para realizar seu segundo implante cerebral em outro paciente - um entre os mais de 1000 voluntários que aplicaram para fazer parte da fase de testes.

Quer dar um Zoom Out para entender quais principais pilares da sociedade moderna Musk endereça com seus CNPJs? Veja o DropDive 🧠 Muskonomy

Quem são, o que fazem, o que dizem?

Apresentado por YouScan

Se você já se fez essa pergunta sobre seus consumidores, sabe que a resposta não está em um slide de powerpoint. Ela está no digital, em fotos postadas, comentários e conversas nas mídias sociais.

Mas se humanamente é impossível saber tudo sobre eles - com ajuda da YouScan não mais. Graças a YouScan AI, você terá mais respostas que perguntas. Tá em dúvida? Cheque você mesmo →

Recuperação Judicial da Polishop: de jurado a réu

polishop, rj, varejo, live commerce 

“A produção está aqui me dizendo que, se você ligar agora, além dessa faca Ginsu 2000 - que cortam até sapatos e latas - você leva também esse travesseiro Contour Pillow - acaba com ronco, insônia, torcicolo…”

Os bordões da Polishop - a varejista que muito antes dos apps chineses chegarem nos smartphones dos brasileiros, já vendiam seus produtos milagrosos na televisão brasileira - marcaram o começo dos anos 2000 no Brasil. Agora, a empresa entrou com pedido de recuperação judicial com uma dívida de R$352 milhões.

Fundada pelo juiz do Shark Tank João Appolinário, a varejista listou a pandemia, como a principal causa dos seus problemas, que resultaram no fechamento de lojas, ordens de despejo e acúmulo de dívidas.

  • No seu auge: a Polishop chegou a ter 280 lojas físicas, receita anual superior a R$1,2bi e mais de 2500 funcionários.

  • Atualmente: a Polishop tem apenas 49 lojas físicas, um prejuízo anual superior a R$155mi e apenas 500 funcionários.

Agora, com as cobranças, penhoras e execuções suspensas pelos próximos 180 dias, a missão da Polishop agora é renegociar a dívida seus 13 devedores, que incluem desde gigantes de tecnologia/publicidade como Google e Microsoft, bancos como o Safra, Itaú, Votorantim e XP, dentre outros.

O que rolou Brasil adentro

  • CloudWalk, a fintech dona das maquininhas InfinitePay, capta R$1,6 bilhão em quatro novos FIDCs.

  • Sensio, startup mineira de gestão e automação de processos industriais, capta rodada de valor não divulgado com a Christal.

  • Pagaleve, a fintech do pix parcelado, capta R$250mi via FDIC para entrar em BNPL e recebíveis.

  • Bludworks, a desenvolvedora de softwares para o setor da saúde, é adquirida pela londrina OpenHealth Technologies.

Contra dados não há argumentos

via Serasa Experian

Stats do dia

O número de recuperações judiciais requeridas aumentou em quase 100% de 2023 para 2024. Somente em Abril, saíram de 93 para 184.

via Serasa

O que achou da edição de hoje?

Login or Subscribe to participate in polls.

Nossa missão é elevar o QI da internet. Nossas news filtram a internet para te entregar uma dieta saudável, rápida e inteligente de informações diretamente no seu inbox. Dê tchau as assinaturas pagas, banners indesejados, pop-ups intrometidos. Ah, e ainda é free e forever will be:

  • AiDrop: A corrida pela liderança da inteligência artificial, dicas de ferramentas e prompts, todas às quintas, às 13h.

  • MoneyDrop: sua dieta semanal do mercado financeiro para quem não tem CNPI e nem fala economês, mas também não quer ficar de fora.

Quer destacar sua marca na frente de mais +55k droppers? Fala com a gente.

Antes de ir embora.. tá curtindo o conteúdo e quer continuar recebendo? então arrasta esse e-mail para sua lista prioritária.

Join the conversation

or to participate.