• TechDrop
  • Posts
  • 💧 O Camelô de Chatbots de IA

💧 O Camelô de Chatbots de IA

+ elon musk e kardashains + as novas bolsas de valores e o super app do itau

Bom dia Droppers.

Hoje eu aprendi: que Steven Spielberg se matriculou novamente na Cal State em 2001 sob um pseudônimo para se formar em Cinema e Artes Eletrônicas, ele conseguiu usar o Jurassic Park para passar em paleontologia e a Lista de Schindler para passar em cinema avançado.

No drop de hoje, em 5 min e direto ao ponto:

  • Vai ter bolsa de valores para todo mundo

  • Elon está keeping up with the Kardashians.

  • SuperApp do Itaú: onde mais é menos

  • O camelô chinês de chatbots de IA

Techdrop é a newsletter de tecnologia e negócios com notícias e análises inteligentes - sem ser chatas - direto ao ponto e direto no seu inbox.

Vai ter bolsa de valores para todo mundo

bolsa de valores, b3, mercado de capitais

Fazem exatos 24 anos que a bolsa de valores do RJ se uniu com a de SP e outras nove concorrentes para criarem a B3, que desde então se mantém soberana no mercado de capitais. Agora essa hegemonia está sendo ameaçada com a entrada de novos concorrentes:

  • N5X: a nova bolsa do mercado livre de energia brasileira foi inaugurada esta semana, já em operação com 160 empresas.

  • A5X: a bolsa de derivativos criada por dois ex-XPs e sócios que já nasce com um cheque série A de R$200 milhões.

  • ATG: comprada pela Mubadala Capital já entrou com pedido de autorização na CVM para começar a operar.

  • CSD: aguarda a aprovação do Banco Central para inaugurar uma nova concorrente a B3 ainda este ano.

  • SL Tools: a fintech que também busca aprovação para se tornar um mercado de balcão organizado e depois graduar para bolsa.

Nos Estados Unidos, além das famosas NYSE e Nasdaq, existem outras 16 bolsas e 33 balcões em operação. A Índia tem 21 bolsas regionais. Já os vizinhos do sul, Argentina, Chile, Equador e Uruguai, todos possuem mais de uma bolsa. Agora chegou a vez do Brasil e os novos entrantes já pegaram senha. Se cuida B3!

Elon está keeping up with the Kardashians.

elon musk, khloe kardashian, x, originals, vídeo

Uma das estrelas da família Kardashian, Khloe, acaba de anunciar uma parceria, no mínimo, inusitada: uma série de 26 episódios de um vídeo-podcast lançada exclusivamente na plataforma twitter X.

Contexto: o plano de Musk de transformar seu brinquedinho de $44bi em um SuperApp inclui a metamorfose da rede social de 140 caracteres em uma plataforma de áudio, vídeo, texto, finanças, etc. Para chegar lá, além de um app para smart TVs, também foi lançada iniciativa “Originals on X”, que já tem na programação:

  • Speed: um programa semanal de luta profissional (wrestling) da WWE.

  • The Offseason: uma docusérie dos times de futebol feminino da liga.

  • Olimpíadas: de Paris em 2024 em parceria com a NBC Universal.

  • Copa do Mundo: highlights, em parceria com a Fox Sports.

  • Don Lemon Show: em parceria com a Range Media Partners (já cancelado).

Com mais vídeos, mais áudio e mais famosos/influencers publicando conteúdo exclusivo no app, Musk espera atrair os anunciantes que abandonaram o barco depois que o novo capitão assumiu o leme e mandou os anunciantes literalmente irem se fod**.

Por outro lado, os criadores de conteúdo que já estão na plataforma reclamam que o programa é uma punhalada nas costas daqueles que estão tentando construir audiência organicamente no app, através do programa de rev-share.

Últimos lançamentos do SuperApp: X Originals, X Payments, X Calls, X Streaming, X Phone.

O que rolou mundo afora

  • SpaceX: lançou o Starlink Mini, uma versão portátil e mais barata da internet via satélite, que pode ser carregada em uma mochila.

  • Instagram: vai permitir que usuários façam lives exclusivas para seus Close Friends.

  • Spotify: liberou para que qualquer criador possa fazer upload de vídeos acompanhando podcasts e ultrapassa a marca dos 250k shows.

  • Microsoft: voltou atrás e decidiu não instalar a funcionalidade Recall nativamente no Windows 11

SuperApp do Itaú: onde mais é menos

itau, cartoes, itau one, super app

Imagina se você pudesse transformar o seu site, blog, perfis sociais, anúncios e todos os demais pontos de contato do seu cliente com sua marca em um só aplicativo, que se molda ao perfil e demanda do consumidor, induzindo o mesmo a consumir cada vez mais produtos? Esse é o plano do SuperApp do Itaú.

Ao longo do tempo, o banco que até trocou de roupa cor para apagar as 100 velinhas de aniversário este ano, percebeu que cliente não era apenas o correntista, mas todos os demais usuários de qualquer produto - que eventualmente podiam se tornar correntistas. Com isso em mente, começou a proliferação de apps: Itaú Cartões, Credicard, Hipercard, Cartão Samsung, Decathlon Itaú, Player's Bank, Credcard On, Iti, etc.

Com o custo de manutenção cada vez maior e o controle cada vez menor, o Itaú resolveu transformar todos os apps em um só. E para atender os 15 milhões de gregos e troianos que virão na primeira leva, o SuperApp promete se auto-personalizar de acordo com o produto consumido pelo cliente - bem como criar um caminho claro para aquisição de mais e mais produtos.

O projeto faz parte da iniciativa Itaú One, criada ano passado, que visa levar 100% das soluções do banco para 100% dos clientes.

O que rolou Brasil adentro

  • Conducco, Global Touch, MVGI, Taxly, Twigy, são as 5 startups investidas pelo Fundo Soberano do Espírito Santo (FUNSES1).

  • Mercado Diferente, a foodtech de assinatura de alimentos saudáveis, capta rodada de R$9mi com a Collaborative Fund.

  • Morfo, a ecotech de reflorestamento, capta R$23mi em extensão da rodada seed com a Teampact Ventures.

  • Judit, a govtech rastreando documentos de tribunais e comarcas, capta rodada de R$4mi com grupo de investidores anjos.

  • Amparo, o app dando suporte jurídico para famílias em luto, capta rodada de R$5mi com a Canarye e QED.

  • Natura, lançou um fundo de corporate venture capital para investir em startups de R$50mi, sob gestão da Vox.

O camelô de chatbots de IA

china, chatbot, inteligencia artificial, ia

Há tempos que os produtos Made-In-China são sinônimos de preço baixo, qualidade duvidosa, entregas demoradas e falta de originalidade. Roupas, eletrônicos, CDs e até remédios eram encontrados nos shoppings a céu aberto ou apps mobile. Agora, poucos anos depois dos chatbots de inteligência artificial dominarem o ocidente, eles chegaram na China.

No começo do ano passado, especialistas calculavam que os LLMs chineses estavam uma década atrás da vanguarda americana. Hoje, esse gap já caiu para menos de um ano. O ranking Chatbot Arena, já lista 5 chatbots chineses entre os 20 modelos mais poderosos do mundo.

Agora, os chatbots de IA passam pelo processo de chinelização:

  • Produção em massa: o chief executive da Baidu, Robin Li, estima que a China esteja produzindo 1 novo LLM por dia. Atualmente existem +100 chatbots com +1Bi parâmetros (como o Llama da Meta).

  • Redução dos preços: High-flyer e Bytedance já diminuíram os preços para aproximadamente 1% do que a OpenAi cobra. Alibaba seguiu a fila e cortou o preço em 87%. Horas depois a Baidu e a Tencent anunciaram que seus chatbots seriam completamente gratuitos.

Em Fevereiro, a Askci, uma empresa de estudos de mercado, previu que as empresas chinesas gerarão U$3bi em receitas este ano, acima dos U$2bi do ano passado e bem abaixo dos U$15bi projetados para 2028.

Contra dados não há argumentos

via The Economist

Stats do dia

O custo para treinar o LLM do ChatGPT foi de ~U$4-6 milhões há poucos anos atrás. Atualmente, estima-se que o custo do treinamento de um novo LLM seja de U$500k.

via CUDO

Compartilhe o TechDrop e ganhe prêmios

Quanto mais compartilha, mais inteligentes ficam seus amigos e mais presentes você ganha.

Você está com 0 indicações. Faltam 0 para ganhar a

O que achou da edição de hoje?

Login or Subscribe to participate in polls.

Nossa missão é elevar o QI da internet. Nossas news filtram a internet para te entregar uma dieta saudável, rápida e inteligente de informações diretamente no seu inbox. Dê tchau as assinaturas pagas, banners indesejados, pop-ups intrometidos. Ah, e ainda é free e forever will be:

  • TechDrop: notícias inteligentes - sem ser chatas - de tecnologia e negócios, todas as segundas, quartas e sextas, direto no seu inbox.

  • AiDrop: A corrida pela liderança da inteligência artificial, dicas de ferramentas e prompts, todas às quintas, às 13h.

  • MoneyDrop: sua dieta semanal do mercado financeiro para quem não tem CNPI e nem fala economês, mas também não quer ficar de fora.

Marcas - vamos trabalhar juntos? Fala com a gente.

Antes de ir embora.. tá curtindo o conteúdo e quer continuar recebendo? então arrasta esse e-mail para sua lista prioritária.

Join the conversation

or to participate.